Fóruns sobre PHP, JavaScript, HTML, MySQLi, jQuery, Banco de Dados, CSS


Moderador: web

 
Avatar do usuário
ADMIN
ADMIN
Tópico Autor
Mensagens: 17666
Nome: Kleber
Descrição do site: Onde você encontra scripts grátis para o seu site
Sexo: Masculino
Localização: RJ / RJ / Brasil
Contato:

Truques com imagens ( Parte 2 )

21-01-2007 02:31

Anti-alias
O efeito anti-alias, disponível em alguns programas de desenho, como o Photoshop, suaviza as bordas de uma imagem. O efeito mistura os pixels da borda com os pixels do fundo. Por exemplo, se a borda está na cor preta e o fundo na cor branca, o anti-alias coloca na borda uma gradação de tons de cinza. Assim, o contorno da imagem fica com maior resolução.
Dependendo do tamanho, é difícil notar as diferenças entre imagens com ou sem-anti-alias. Mas se olharmos mais de perto, veremos como é construído o anti-alias.
No exemplo acima, a primeira imagem, sem anti-alias, tem contorno cheio de “degraus”. A segunda imagem, com o efeito, mistura os pixels da borda com os do fundo, gerando alguns pontos acinzentados para fazer a transição de forma mais suave.
Uma desvantagem do anti-alias é que a área de transição entre o contorno e o fundo aumenta a complexidade da imagem e, conseqüentemente, gera arquivos com mais bytes. Quando possível, deve-se evitar o efeito para que os arquivos de imagem fiquem com um tamanho menor.
Combinação com o background
As imagens com anti-alias também dificultam o uso do fundo transparente. Na verdade, os dois truques são praticamente incompatíveis. Como é preciso escolher apenas uma cor para fazer uma imagem com fundo transparente, os tons da transição no contorno aparecem como se fossem um borrão. Quando o uso do anti-alias é indispensável, recomenda-se que a imagem seja produzida já sobre o fundo definitivo. Por exemplo, se o fundo da página for preto, a imagem deve ser criada no programa de desenho sobre um fundo da mesma cor. Se as cores forem idênticas, nem é preciso converter a imagem para fundo transparente. Mas, se for necessário fazer a transparência, os tons da borda combinarão com a cor de fundo da página.
Outra situação em que se deve coordenar o fundo da página e o da imagem que está sendo produzida é quando se utiliza uma textura como background. Nem sempre uma imagem com fundo transparente funciona sobre uma textura. A dica de novo é criar a imagem já sobre a textura que será utilizada. É preciso que a textura escolhida seja uniforme para que não haja problemas de “encaixe” quando a imagem for colocada na página.
Letreiro
O Internet Explorer implementa uma forma muito simples de dar movimento ao texto. O recurso funciona como um letreiro luminoso de bolsa de valores, no qual o texto corre da direita para a esquerda. No caso do letreiro produzido para o Internet Explorer, utiliza-se o tag <MARQUEE> para marcar o trecho de texto que será animado. Uma série de atributos permitem controlar o tipo de rolagem do texto (da esquerda para a direita ou vice-versa), a velocidade e o tamanho do letreiro, entre outras coisas.
Um letreiro simples seria:
<MARQUEE HEIGHT=30 WIDTH=300 DIRECTION=LEFT SCROLLAMOUNT=50>Este texto rola pela tela da direita para a esquerda.</MARQUEE>
No exemplo acima, uma área de 30 pixels de altura (HEIGHT=30) por 300 pixels de largura (WIDTH=300) será criada para a exibição do texto em movimento, que será apresentado da direita para a esquerda (DIRECTION=LEFT). A velocidade é expressa também em pixels pelo atributo SCROLLAMOUNT. Quanto mais pixels, mais rápido correrá o texto na tela.
Trechos de vídeo
No Microsoft Internet Explorer 2.0 é possível incluir um trecho de vídeo numa página. A Microsoft inventou um atributo chamado DYNSRC (de dynamic source, fonte dinâmica) para ser incluído dentro do tag <IMG>. O formato de arquivo de vídeo suportado é o AVI (Audio Video Interleave). Para que os demais navegadores, incapazes de entender o atributo DYNSRC, possam também receber a imagem, ainda que estática, inclui-se no mesmo tag o atributo SRC com o arquivo de imagem comum correspondente.
<IMG DYNSRC=video.avi SRC=imagem.gif WIDTH=50 HEIGHT=50 START=MOUSEOVER LOOP=INFINITE>
O exemplo acima implementa numa página lida com o Internet Explorer 2.0 o arquivo de vídeo video.avi. Outros navegadores (como o Netscape) irão mostrar apenas a imagem imagem.gif. O atributo START=MOUSEOVER indica que o trecho de vídeo começará a ser executado quando o usuário passar o mouse sobre ele. O atributo LOOP=INFINITE declara que o vídeo será exibido continuamente até que o usuário mude de página.
Outros atributos são:
START=FILEOPEN: o vídeo começa a ser exibido assim que a página é carregada
CONTROLS: adiciona um conjunto de botões para controlar a execução do vídeo
LOOP=n: Executa o trecho de vídeo “n” vezes. Se for colocado LOOP=5, o vídeo será exibido cinco vezes.
LOOPDELAY=n: especifica, em milisegundos, de quanto em quanto tempo o trecho de vídeo será executado quando colocado em loop.
0

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado